ETAR’S E EMISSÁRIOS

TEJO AMBIENTE REÚNE COM MINISTRO DO AMBIENTE PARA A REABILITAÇÃO DOS EMISSÁRIOS DE SEIÇA E DO ALTO DO NABÃO

O conselho de administração da Tejo Ambiente (TA) reuniu com o Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, com o objetivo de encontrar soluções para os problemas ambientais que herdou.

Ao longo da última década têm surgido diversas ocorrências resultantes da poluição do Rio Nabão, onde a população do concelho de Ourém e Tomar, e a comunicação social, tem-se insurgido no sentido de verem resolvidos os problemas recorrentes de poluição e de saúde pública. A Tejo Ambiente preocupada com as questões ambientais desenvolveu um anteprojeto para a reabilitação dos emissários de Seiça e do Alto do Nabão, com vista amenizar o problema de poluição.

Sensibilizado para a questão apresentada pela Tejo Ambiente, o ministro do ambiente comprometeu-se a abrir um aviso específico para a Bacia do Alto do Nabão. A Tejo Ambiente assumiu o compromisso de apresentar candidatura.

Em entrevista à Rádio Hertz, José Santos, diretor geral da Tejo Ambiente recordou que “resolvidos os problemas da ETAR, não fica resolvido o problema do Nabão.

Nesta entrevista, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=wDbSM-dtYIE&feature=emb_logo, o diretor geral recorda que são necessários 22 milhões de euros para realizar as obras nas ETAR’s e emissários.

Numa missiva enviada ao ministro do Ambiente, foi apresentado o projeto do Tratamento das Águas Residuais Domésticas e da despoluição dos Rio Nabão, Ribeira de Seiça e outras bacias hidrográficas dos Municípios constituintes da Tejo Ambiente, representam um investimento global que ascende os 55,7 milhões de euros.

Sendo que o projeto de despoluição integrada do Nabão e Ribeira de Seiça, prevê a substituição de emissários, remodelação e ampliação de duas ETAR´s.

 

Gabinete de Comunicação e Imagem Tejo Ambiente