POSEUR – Investimentos – Fecho de Sistemas de Saneamento de Águas Residuais – Ligação à ETAR de Santa Cita

Designação do projeto |

Fecho de Sistemas de Saneamento de Águas Residuais – Ligação à ETAR de Santa Cita

Código do projeto |

POSEUR-03-2012-FC-001281

Objetivo principal |

Proteger o ambiente e promover a eficiência de recursos

Região de intervenção |

Médio Tejo

Entidade beneficiária |

Tejo Ambiente – Empresa Intermunicipal de Ambiente do Médio Tejo, EIM, S.A

Data de aprovação |

16/12/2019

Data de início|

06/01/2020

Data de conclusão|

31/12/2022

Custo total elegível |

4 405 215, 48 €

Apoio financeiro da União Europeia |

3 744 433, 16 €

Proteger o ambiente e promover a eficiência de recursos.

    

 

 

O investimento da Tejo Ambiente em saneamento em Tomar, é superior a 6,7 milhões de euros e vai permitir melhorar o bem-estar coletivo das populações com a criação dos ramais de saneamento.

Foi no decorrer da visita promovida por esta empresa intermunicipal ao subsistema do Maxial, onde marcaram presença a presidente do município de Tomar, Anabela Freitas, em representação da Tejo Ambiente, o representante da empresa Lena, Engenharia e Construções S.A., a empresa responsável pela obra e os representantes da TUU Building Design Management, Lda, a empresa responsável pela fiscalização e coordenação de segurança que a presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas recordou que o saneamento é muito importante para as populações e por isso, pediu celeridade nas obras.

A empresa Lena, Engenharia e Construções S.A. (na qualidade de Empreiteiro contratado), garantiu que vai iniciar os trabalhos nos próximos dias, sendo que a Consignação será celebrada na próxima semana.

Recorde-se que esta empresa de Leiria é a responsável pela construção do Subsistema de Esgotos de Valdonas (Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos e Santa Cruz) e do subsistema de Maxial (localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel e Carvalhal Pequeno).

Gabinete de Comunicação e Imagem Tejo Ambiente

 

Durante uma visita promovida à  zona de abrangência da empreitada de saneamento de águas residuais – subsistema de São Pedro, nomeadamente à localidade do Coito, ficou definido que a empresa TECNORÉM (na qualidade de Empreiteiro contratado), irá dar início aos trabalhos nos próximos dias, sendo que a Consignação será celebrada na próxima semana, fazendo assim com que o saneamento básico irá ser uma realidade para as localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada e Beberriqueira.

 Na visita promovida pela Tejo Ambiente às localidades onde será construído o subsistema de saneamento de São Pedro, marcaram presença a presidente do município de Tomar, Anabela Freitas, em representação da Tejo Ambiente, o representante da empresa TECNORÉM, Engenharia e Construções S.A., a empresa responsável pela obra e os representantes da TUU Building Design Management, Lda, a empresa responsável pela fiscalização e coordenação de segurança.

O investimento da Tejo Ambiente em saneamento no município de Tomar, ascende os 6,7 milhões de euros com apoio Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR). Este investimento passa pela construção das infraestruturas de saneamento de águas residuais – no subsistema de São Pedro que abrange as localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada e Beberriqueira, no subsistema de Maxial, nas localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel e Carvalhal Pequeno e ainda no subsistema de Valdonas, nomeadamente nas localidades de Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos e Santa Cruz.

A construção do Subsistema de Esgotos de Valdonas e do subsistema de Maxial foi adjudicado à Lena, Engenharia e Construções S.A.

As obras na rede de saneamento vão melhorar o bem-estar coletivo e o dia a dia das populações com a criação dos ramais de saneamento.

Gabinete de Comunicação e Imagem Tejo Ambiente

Contratos de Empreitada assinados, representam investimento de 6,7 MILHÕES DE EUROS.

 

O ato de assinatura dos contratos de empreitada decorreu no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho no dia a 21 de janeiro, em Tomar, e contou com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, em representação do Conselho de Administração da Tejo Ambiente, acompanhada dos membros da Direção Executiva da TA., e dos representantes das empresas que vão realizar as obras no Município de Tomar.

A Empreitada de construção do subsistema de Esgotos de Maxial foi adjudicada à LENA, Engenharia e Construções S.A. pelo valor de 2.361.669,70€ + IVA, com o prazo de execução de 365 dias. Esta intervenção no subsistema do Maxial vai garantir o saneamento às localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel e Carvalhal Pequeno. Serão executados 681 ramais.

Relativamente à empreitada de Beneficiação do Saneamento de Águas Residuais do Subsistema de São Pedro foi adjudicada à TECNORÉM, Engenharia e Construções S.A. pelo custo de 2.397.283,28€ + IVA. Esta obra tem um prazo de execução de 365 dias. Esta intervenção vai garantir o saneamento às populações das localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada e Beberriqueira. Nesta obra vão ser executados 585 ramais.

Quanto à Empreitada de construção do Subsistema de Esgotos de Valdonas foi adjudicada à LENA, Engenharia e Construções S.A. pelo custo de 1.928.032,47€ + IVA, com um prazo de execução de 365 dias. Esta intervenção vai beneficiar as localidades de Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos e Santa Cruz. Neste projeto serão executados 485 ramais.

A fiscalização e coordenação de segurança destas empreitadas será assegurada pela empresa TUU Building Design Management, Lda.

Recorde-se que a Tejo Ambiente tem 22 projetos aprovados, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), com vista à ampliação da rede de saneamento básico nos concelhos da sua área de intervenção.

 

Gabinete de Comunicação e Imagem Tejo Ambiente

 

 

A Tejo Ambiente (TA) promove obras de saneamento em Tomar. O objetivo é assegurar uma melhor qualidade de vida aos seus utilizadores.

O saneamento é uma das prioridades da Tejo Ambiente devido aos benefícios ambientais mais amplos para a saúde pública. Estas intervenções serão integradas graças ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, POSEUR.

Em Tomar serão intervencionados 3 subsistemas, o subsistema do Maxial, o subsistema de São Pedro e o subsistema de Valdonas.

A intervenção no subsistema do Maxial vai garantir o saneamento às localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel, Carvalhal Pequeno. Serão executados 486 ramais. Quanto à intervenção no subsistema de Valdonas vai beneficiar as localidades de Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos, Santa Cruz. Neste projeto serão executados 486 ramais. Quanto ao projeto do subsistema de São Pedro vai garantir o saneamento às populações das localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada, Beberriqueira. Esta é uma obra onde se prevê a execução de 585 ramais.

Durante a apresentação dos projetos, a Tejo Ambiente informou os proprietários que cada situação será analisada, caso a caso, com vista a encontrar a melhor solução.  A empresa garante que os terrenos intervencionados, após as obras vão manter as características iniciais. Foi entregue aos cidadãos um documento, onde os direitos de passagem das condutas em terrenos privados serão objeto de acordo com os seus proprietários.

 

 

 

 

Gabinete de Comunicação e Imagem Tejo Ambiente

Download da ficha de projeto